Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal - A prefeita Fátima Coelho e o vereador Gleidson Bueno, presidente da Câmara, decretaram luto de três dias pela morte do ex-vereador Gercival Lopez.

Prefeitura e Câmara de Guaraí decretam luto de três dias pela morte do ex-vereador Gercival Lopez

09/01/2021 00:04 - Marcelo Gris

Prefeitura e Câmara de Guaraí decretaram luto oficial de três dias após a morte do ex-vereador Gercival Lopes (SD), fato ocorrido por volta das 18h desta sexta-feira (08/01). O ex-parlamentar, que ocupou uma cadeira no parlamento guaraiense entre 2017 e 2020 foi encontrado morto dentro de sua própria casa.

 

A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas. Em rápida conversa com o Guaraí Notícias, o delegado regional da Polícia Civil de Guaraí, Dr. Adriano Carrasco, disse que nunca havia presenciado uma cena de crime tão violenta ao longo dos seus mais de 12 anos como policial atuante no município.

 

O corpo foi encontrado de bruços, na sala da casa, ao lado de uma cadeira quebrada, possivelmente utilizada para golpeá-lo. Há sinais de luta corporal, várias marcas de sangue, além objetos revirados. Um chaveiro foi acionado para abrir o portão do imóvel, depois que vizinhos ouviram gritos e pedidos de socorro.

 

Por meio de nota, o atual presidente da Câmara e colega de legislatura, Gleidson Bueno (DEM), se solidarizou com amigos e familiares e disse que este foi “um fato inesperado, que pegou todos de surpresa”. Gleidson também lembrou os relevantes serviços prestados por Gercival e disse que ele foi “um grande amigo”.

 

A prefeita e ex-vereadora Fátima Coelho (DEM), que também foi colega de parlamento durante o mandato 2017/2020, disse ter recebido com “profunda consternação” a notícia do falecimento de Gercival. Ela enfatizou que guarda na memória “momentos de alegria, risos e bom-humor promovidos pelo amigo”.

 

Pelas redes sociais, amigos, familiares e eleitores publicaram inúmeras manifestações de pesar pela trágica morte, algumas delas clamando por justiça, para que o autor do crime seja identificado e punido com rigor. Autoridades públicas de todo o Tocantins também estão se manifestando em relação ao caso.

 

 

Deixe seu comentário:

Notícias Relacionadas