Precisamos falar de amor


Foto: Arquivo pessoal - Para a autora, apenas quem exerce o verdadeiro amor é digno de misericórdia.

Publicado em 04/10/2017 17:30 - Categoria: Opnião

Por Elainne Gomes.

 

Certo dia fui questionada: o que não poderia faltar no mundo? Ao redor, as pessoas que presenciaram o mesmo questionamento, responderam com sentimentos aleatórios, bens materiais e até mesmo o que jamais me passaria pela cabeça. Talvez por ter uma base cristã, eu não poderia deixar de dizer o que para mim, era imprescindível: o amor.

 

“...mas o amor cobre uma multidão de pecados”. Esse versículo, constado em Provérbios, considerado um livro de sabedoria da Bíblia, não expõe uma dúbia interpretação, mas a óbvia. Há uma brecha para a salvação. E aqui, o mesmo livro sábio, aponta que, apenas quem exerce o verdadeiro amor é digno de misericórdia.

 

A sabedoria implícita ao ter sido escrito esse versículo, já poderia ser prevista naqueles tempos e é bem mais real nos tempos atuais. Afinal, já era perceptível que este sentimento tão gratuito não seria privilégio para muitos, assim como “poucos herdarão o reino dos céus”.

 

Amar sem contexto. Saber amar, dar amor sem receber em troca. Saber perdoar quem se ama e a quem lhe ama. Como sobreviver sem esse sentimento tão nobre? Por que tanta resistência? Se amor salva, porque insistimos em nos condenarmos?

 

-----------------------------------------------------

 

Elainne Gomes de Souza é professora de língua estrangeira (Inglês), estudante de Direito e moradora de Guaraí. E-mail: elainnegs@gmail.com

Compartilhe: