16 de janeiro de 2017, GUARAÍ - TO

::

Palmas

Nublado e Pancadas de Chuva

36º 20º

Faltam empregos para 22,7 milhões de pessoas no país, diz IBGE

13/10/2016 19h57 | Atualizado em: 13/10/2016 20h12
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:
Ilustração da Internet
IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA.

O país tem hoje 22,7 milhões de pessoas desempregadas, subocupadas ou inativas, mas com potencial para trabalhar. Os dados que preocupam toda a sociedade integram uma nova etapa da Pesquisa por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD CONTÍNUA), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (13).

Segundo o IBGE, somados os contingentes de pessoas desocupadas (11,6 milhões), subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas (4,8 milhões) e da força de trabalho potencial (6,2 milhões), apresenta-se um total de 22,7 milhões de pessoas com capacidade de trabalhar, mas que sofrem com a falta de oportunidades formais.

A crise também se reflete na redução de pessoas que declararam ter dois ou mais trabalhos. Esse é um grupo que cresceu entre 2014 e 2015, mas diminuiu em 2016. Do terceiro trimestre de 2015 para o segundo trimestre deste ano o percentual de pessoas com dois ou mais trabalhos passou de 3,4% para 2,8%, queda de 0,6%.

Segundo Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Renda do IBGE, os novos indicadores da PNAD CONTÍNUA, que será atualizada a cada 3 meses, ajudam a ter uma visão mais ampla da demanda que se tem por trabalho no país. “A gente sabe que isso vai além da desocupação, que era o único indicador divulgado antes”, disse.

Acompanhe nossas atualizações em tempo real:

Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação ou equipe do Guaraí Notícias”

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade